Projecto educativo

 

Opções básicas de política educativa da escola

No artigo 3º do Decreto-lei n.º 568/76 de 19 de Julho pode ler-se: “O Instituto Gregoriano de Lisboa, tomando o Canto Gregoriano como base essencial de toda a cultura musical do Ocidente, destina-se à formação de elementos que, no sector do ensino, da investigação e da execução profissional, contribuam para a elevação do nível artístico e científico no domínio da música em Portugal”.


O IGL é portanto uma escola secundária vocacional especializada do ensino da música que possui planos de estudos próprios, integrando em todos os seus cursos secundários a disciplina de Canto Gregoriano e disciplinas a ela associadas: Educação Vocal, Latim e Modalidade. De notar que no curso de Canto Gregoriano o plano de estudos inclui em todos os níveis a disciplina de Teclado (que o aluno pode optar por frequentar em Órgão, Piano ou Cravo), a qual tem programas próprios e diferentes das classes de instrumento. Assim, todos os alunos que concluem os nossos cursos secundários terão obtido aprovação em 8 graus de uma disciplina de prática instrumental.


Nesta escola estuda-se e pratica-se toda a música da área dita erudita, desde a Idade Média até à dos dias de hoje, visando proporcionar uma formação completa e abrangente que permita ao aluno aceder a estudos musicais a nível superior, com o fim de se tornar mais tarde um profissional nesta área. Como tal, os objectivos pedagógicos do IGL não permitem a sua frequência por cadeiras ou disciplinas isoladas: pelo contrário, o IGL procura que os cursos e a formação que ministra tenham um carácter global, com particular incidência na prática coral. No entanto, estabeleceu-se um regime de precedências entre as várias disciplinas que tem permitido aos alunos frequentar os cursos de forma a conciliar os estudos musicais com estudos noutras áreas, sem pôr em causa o seu sucesso escolar e o normal funcionamento da escola. Desta forma a escola tem também vindo a prestar um serviço à comunidade no que respeita à formação do músico amador e do público conhecedor.


Com a finalidade de divulgar o Canto Gregoriano, a escola tem sempre a porta aberta para os alunos de escolas congéneres ou de outros níveis de ensino que queiram frequentar as disciplinas específicas do seu currículo. A admissão destes alunos é apenas condicionada pela existência de vagas nas turmas das disciplinas específicas. Dada a especificidade dos cursos ministrados no IGL, assim como o carácter inovador de algumas das disciplinas ministradas, o elenco dos professores contava inicialmente com vários especialistas estrangeiros. Hoje, 25 anos após a sua criação, uma grande percentagem dos seus docentes é já constituída por antigos alunos do IGL e do Centro de Estudos Gregorianos, escola que lhe deu origem. Desta forma tem-se conseguido renovar o corpo docente mantendo uma grande identificação dos seus membros com a cultura da escola e o seu projecto educativo. Apesar dos condicionalismos inerentes à falta de instalações e aos horários dos alunos nas outras escolas que frequentam, verifica-se que o número de audições e concertos realizado é bastante grande, tornando-se um factor da maior importância para a formação dos alunos.

 

→ Descarregar a versão completa do Projecto Educativo 2015 (PDF)